sexta-feira, 19 de julho de 2013

Boca suja!


Estava conversando com o Marcos, uma conversa trivial.
Perguntei pra ele, qual o palavrão mais feio que ele costuma falar, quando ele tá bem bravo.
(Mas,antes de você continuar lendo, já aviso que este texto contém palavrões, dos mais variados. Aviso dado, continuemos!!!)
O meu é buceta, o dele é puta que pariu.
De repente me dei conta, que mais do quer ter conotação sexual, a maioria dos palavrões são machistas e homofóbicos.
No caso dele, nada é pior de sua mãe ser uma puta, isso pros meninos é a morte, talvez pior do que ser mandado ir tomar no cú.
Para nós mulheres, o que pode ser mais feio do que a buceta?
E, assim, jogamos toda nossa aversão sexual e sexualizada na linguagem.
Me lembrei do prazer infantil dos meus filhos, em dizerem palavrões, caralho e eita porra é o preferido pela molecada.
Não sei se isso tem haver com a descoberta da sexualidade infantil ali, tão ingenua e saudável, ou se tem haver com a vontade de ser adulto, afinal, palavrão é coisa dos adultos, dos meninos e meninas grandes.
Há quem diga, que um vai se fuder bem emendado cura qualquer neurose.
Outros, mais instruídos,que dizer palavras de baixo calão é coisa de gente ignorante.
Há uma polêmica entre os intelectuais, sobre o uso do palavrão na academia.
Eu me lembro, na infância, do Costinha e suas piadas sujas sobre sexo,palavrões e orgias.
Nem mesmo a ameaça de ir pro inferno ou as reprimendas de meu pai, que menina direita não falava palavrão, foram os suficientes pra tira-los do meu hábito linguístico.
Me tornei atéia e de esquerda... Pobre papai, deve pensar até hoje o que fez de errado.
E você, o que acha?
Palavrão é coisa de gente suja e ignorante?
É coisa de rebelde barbudo e comunista?
É coisa de feminista mal amada?
Ou faz parte do nosso cotidiano?
Bom, eu, preciso de um terapeuta, pra descobrir por que pra mim, buceta é a coisa mais suja que se pode ser dita!!!